Há uma Pandemia Espiritual nos tempos da Pandemia do Covid19?

Primeiro é preciso que entendamos um pouco os termos que comumente usamos e muitas vezes não sabemos o seu significado? Afinal o que é uma Pandemia?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o Covid-19, causado pelo Coronavirus, é uma pandemia. Segundo a Organização, pandemia é a disseminação mundial de uma nova doença e o termo passa a ser usado quando uma epidemia, surto que afeta uma região, se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa.

Essa infelizmente não é a primeira  e nem será a última pandemia vivida em nosso tempo. Em 1918 tivemos a gripe espanhola, que contaminou 500 milhões de pessoas e ceifou entre 17 e 50 milhões de vítimas. Em 1957, foi a vez da gripe asiática, com outros milhões de mortes. Em seguida outras tantas epidemias quebraram o ritmo cotidiano da vida das pessoas, como a gripe de Hong Kong (1968), a gripe suína (2009), a SARS (2003), o HIV-Aids (a partir de 1981), o Ebola (2013), e a Zika (2015). Se voltarmos um pouco no tempo, tivemos outras epidemias que acometeram a humanidade e geraram muito pânico, como a peste entre os séculos XIV e XVIII. Outros contágios estiveram presentes: o Tifo nos exércitos da Guerra dos Trinta Anos; também a Varíola, a Gripe Pulmonar e a Disenteria, todas ativas no século XVIII) Também o Cólera, que marcou presença no século XIX.

O que há de diferente desta Pandemia do Covid19 para as demais pandemias?

Existem vários motivos, mas a principal delas é que hoje a velocidade das informações faz com que os fatos, e também os boatos, cheguem a milhões de pessoas no mundo de maneira muito rápida. Fora esta velocidade da informação temos um grande número de informações desencontradas, inverídicas, omitidas, excluídas e que fizeram com que este vírus tivesse uma circulação muito rápida, sem que se avaliasse corretamente os riscos e os efeitos que esta doença causou, causa e causará ainda em milhões de pessoas.

Outra característica deste vírus é a mutação constante que sofre, dificultando assim os cientistas a encontrarem remédio eficazmente comprovante ou vacina que garanta proteção total contra o vírus. Estamos já na fase de vacinação no mundo [início de 2021] e até esta questão sofreu, como todo o assunto na Pandemia do Covid19, uma influência política muito prejudicial no mundo todo. E nesta briga política quem mais tem sofrido é a população e o comércio em geral que foram assustados com o slogan “Fique em casa” e fez com que milhões de pessoas no mundo todo não soubessem o que fazer, qual era a verdade e o que exatamente estava ocorrendo.

Deus nos fez livres e pagou caro por nossa liberdade na cruz. Portanto, nos tirar a liberdade é o mesmo que nos tirar a vida. Alguns conseguiram passar por estes momentos de maneira muito tranquila. Outros até hoje estão com sequelas físicas, emocionais e espirituais cujo tratamento será muito mais difícil. Há pessoas ainda que desde março de 2020 mantém-se trancadas em seus lares e sequer arriscaram-se a sair de casa. Há muitos idosos que foram abandonados em suas casas, sem visitas de filhos ou parentes com a desculpa de não querer colocar em risco a vida delas, levando para elas o vírus, porém, sem contato, isolados, muitos idosos estão se sentido abandonados e isto tem causado terríveis problemas psicológicos, emocionais e espirituais. Há crianças que também foram retiradas dos convívios dos avós e ficaram também trancadas em seus lares sem o contato com outras crianças, sem o contato com os amigos nas escolas, ficando cada vez presos aos pequenos aparelhos celulares em jogos e em outras atividades não salutares e muito menos educativa.

Casais que passaram a ter problemas sérios de relacionamento, porque, na verdade, não tinham relacionamento nenhum. Cada um vivia sua vida durante o dia nos seus locais de trabalho e a noite quando se encontravam, se dividiam em tarefas diferentes, tomavam banho e, já cansados, dormiam sem sequer conversarem. Com a Pandemia e o trabalho em home office passaram a conviver 24 horas com o seu parceiro e isto trouxe conflitos porque ao conviverem tiveram que praticar mais as renúncias, os desapegos, o conforto da rotina já estabelecida. Por um lado isso é bom, se todos se esforçassem nesse propósito de fazer dar certo, mas é bem isso que tem acontecido: alguns acabam desistindo. 

Quantas pessoas ficaram sem emprego, sem esperança, sem ninguém que os pudesse consolá-los, sem ninguém que pudesse abraçá-los. As consequências talvez sejam muito maiores do que as relatadas aqui. Não é possível neste pequeno espaço descrever todos os aspectos. Mas sabemos que houve um grande problema espiritual causado àqueles que sempre se julgaram auto-suficientes e perceberam que não o são. Causado também aqueles que sempre passaram por cima de tudo e de todos, não se importando em prejudicar o outro para seu benefício próprio.

E assim por diante… Estas pessoas ficaram sozinhas, numa solidão mais triste ainda e mais dolorosa: Sem a presença de Deus. Pessoas vazias na pratica e na vivência da sua religião. Pessoas que sempre colocaram tudo como mais importante, exceto Deus. Nunca ouviram ou entenderam a passagem que nos diz que devemos buscar primeiro a Deus sobre todas as coisas e tudo o mais nos seria acrescentado. A falta que fez nos momentos mais difíceis, nos momentos de maior dor, nos momentos de maior perda, inclusive financeira, com perda de negócios, de trabalho, de renda, de aplicação enfim de tudo, não tiveram sequer uma oração de um irmão que o ajudasse num reconforto espiritual que a oração nos dá. Muitos com tanto no aspecto material, mas com nada no aspecto espiritual.

Pessoas vazias, sem sentimentos e que não conseguiram sequer pedir socorro a alguém, porque principalmente não tinham ou não conheciam ninguém para pedir.

Outros, porém, que mesmo tendo sido acometido pela Covid19, alguns em estado e com sintomas graves, mas que sabiam e sentiam a presença de Deus junto à eles, superaram e com até certa facilidade e com maior rapidez os efeitos danosos que esta doença tem nos apresentado. Pessoas que sempre estiveram junto a Deus nas orações, nas Santas Missas que são na verdade a maior de todas as orações e que assim que tiveram notícias suas ou de parentes não se abalaram, pois colocaram toda a confiança no Senhor e deixou o Senhor conduzir as mãos dos médicos e permitiu que Nossa Senhora sempre passasse a frente.

Diferente de outros, que questionaram a presença do Senhor, duvidaram inclusive da sua existência e perguntaram como sempre, onde estava Jesus que permitiu que muitos fiéis fossem acometidos pela doença e fossem à óbito. Deus sempre esteve junto a nós, assim como esteve junto a seu filho Jesus na cruz. Morrer na cruz para Jesus era necessário para a nossa Salvação. Talvez sofrer com o Covid19 ou qualquer outra doença, epidemia ou Pandemia que já passaram ou que ainda virão, seja uma forma de nossa purificação para mais rapidamente atravessarmos o purgatório e alcançarmos o Convívio dos Eleitos.

O Apóstolo Paulo, nos fala na segunda carta aos Coríntios no capítulo 4 versículo 16 que:

”É por isso que não desfalecemos. Ainda que exteriormente se desconjunte nosso homem exterior, nosso interior renova-se de dia para dia”.

No versículo 17 temos que:

“A nossa presente tribulação, momentânea e ligeira, nos proporciona um peso eterno de glória incomensurável. Porque não miramos as coisas que se veem, mas sim as que não se veem. Pois as coisas que se veem são temporais e as que não se veem são eternas.”

De que forma seus olhos tem enxergado as coisas desta vida, inclusive diante desta Pandemia? De forma humana ou de forma Espiritual?

Nos olhos da fé, cremos num Deus do impossível, num Deus que tudo pode e tudo sabe e numa mãe que sempre nos ampara, nos acolhe, nos carrega nos braços e nos encaminha de volta à casa do Pai. Nos olhos humanos, vemos uma sociedade perdida, corrompida, sem jeito, com pessoas apenas pensando em si próprios, não se importando com a vida daqueles que direta ou indiretamente prejudicam. Aparentemente gozam de uma euforia (que entendem ser Alegria) mas com certeza internamente sofrem de um abandono e de uma ausência que não tem preço e não tem depois como recorre, ou seja, a presença do Espírito Santo de Deus guiando, orientando e nos fortalecendo.

Que você possa até ter sido acometido do Covid19 e que ele tenha até lhe causado sequelas momentâneas ou permanentes, mas se você esteve e está fortalecido espiritualmente em Deus, não haverá sequelas na alma, no espírito e a sua felicidade. A cura será plena e completa. Eu prefiro crer em Deus e não tenho medo nenhum de errar nesta escolha. Faça também a sua!

Fiquem em Deus sempre

Jair Ortega

Pascom


Em tempo: Recebi o texto abaixo e me lembrei dele e creio que se encaixa com o tema que estamos discutindo

O VÍRUS É PERIGOSO E PODE LEVAR À MORTE POR ISSO RECOMENDO:

 

LIMPAI O CORAÇÃO

BEBA BASTANTE DA ÁGUA DA VIDA

SE EXPONHA AO SOL DA JUSTIÇA

EXERCITE-SE NA PIEDADE

FAÇA CAMINHADA BÍBLICA

EVITE TOCAR EM COISAS IMPURAS

PROTEJA OS OLHOS E BOCA DE VER E DIZER IMORALIDADE

EVITE ANDAR E SE AGLOMERAR COM OS QUE ESTÃO INFECTADOS

NÃO USE MÁSCARA DA HIPOCRISIA

TRAGA NO ROSTO A FACE DE CRISTO

SE SENTIR OS SINTOMAS ABAIXO:

– MOLEZA PARA ORAR

– INDISPOSIÇÃO PARA LER A BÍBLIA

– DESÂNIMO PARA CANTAR E LOUVAR

– OUVIDOS COM COCEIRA NA PREGAÇÃO

– PESADOS E SONOLENTOS QUANDO LÊ A BÍBLIA

– CORPO DOLORIDO

ESSES SÃO ALGUNS SINTOMAS DESSE VÍRUS, QUE JÁ MATOU, ESTÁ MATANDO E MATARÁ MUITAS PESSOAS.

PROCURE LOGO O UPA (ÚNICO PAI AMOROSO)

CASO NÃO CONSIGA IR ATÉ O UPA, DISQUE, ISAÍAS 55:6 (ELE VIRÁ NO SEU ENDEREÇO), 

O EVANGELHO DE MATEUS 11,28 E APOCALIPSE 3:20

ACREDITE NESTE MÉDICO:  JESUS CRISTO

ELE ESTÁ SEMPRE DE PLANTÃO. SUA ESPECIALIZAÇÃO É MILAGRES, CURAS E TEM ATÉ DOUTORADO EM RESSUSCITAÇÃO, SE FOR NECESSÁRIO. SEU ATENDIMENTO É PELO SUS (SOU O ÚNICO SALVADOR)

MAS TAMBÉM A VÁRIOS PLANOS:

PLANO AMAR

PLANO PERDOAR

PLANO SALVAR

PLANO NOVA VIDA

PLANO ETERNO

ENFIM!

JESUS CRISTO O ÚNICO E VERDADEIRO!


Compartilhe: