Oração com Nossa Senhora

Poucas vezes em nossa vidas quando disfrutamos de um momento de imensa alegria nos lembramos de agradecer a Deus.

Mas nos momentos de maior angustia e sofrimento, nos sentimos mais perto de Deus , pois nesses momentos estamos em oração constante. Buscamos a oração como que um alivio para o que vivemos.

A Oração é uma arma poderosa contra todo tipo de mal.

Através da oração nós ficamos mais perto de Jesus.

Mas Ele mesmo nos deu um caminho curto para chegar até Ele – Nossa Mae.

Na nossa caminhada pela vida, muitas pedras aparecem em  nosso caminho. Algumas não nos causam preocupações, pois já  nos acostumamos com alguns dissabores.

Outras no entanto nos causam tanta dor,  que não rara vezes nos fazem perder O caminho.

Colocar nossas orações aos pés de Nossa Senhora é chegar diretamente ao coração de Jesus.

Dividir nossas dores com Nossa Senhora é trazer paz e tranquilidade para nossas vidas.

Rezar, confiar estar junto de Nossa Senhora é certeza que estamos subindo a escada que nos levará para junto de Deus.

Nossa Senhora é exemplo de oração, pois guardava tudo em seu coração, exemplo de confiança, pois acreditou em seu Filho, fortaleza pois uma espada de dor transpassou seu peito, e no maior de seu sofrimento estava aos pés da  Santa Cruz, firme.  Não há dor maior do que receber o filho morto nos braços.

Nos momentos de profunda oração, junto de Nossa Senhora vamos sentindo que a dor e o peso vão diminuindo; Ela nos ajuda a carregar.

Nada que nos rodeia pode nos trazer a paz , somente Nossa Senhora que tudo sabe, e que olha para nós como filhos amados.

Façamos um momento de profunda oração  colocando aos pés de Nossa Mae nossos pedidos e nossos agradecimentos.

Cada pedra que aparece em nosso caminho pode ser uma aparente dificuldade, mas ao darmos a Nossa Senhora, todo o peso e dor são retirados de nós.

Podemos não entender porque  pedras aparecem em nosso caminho, mas devemos ter a certeza que temos uma grande intercessora, e que Deus sempre faz o melhor para cada um nós.

Por Silvia Risso

Compartilhe: