Apostolado da Oração

O Apostolado da Oração é uma constante realidade na igreja de ontem e de hoje.

Há quase dois séculos, exatamente em 3 de dezembro de 1844 em Vals, numa pequena aldeia no Sul da França, por jovens seminaristas de um colégio de Padres Jesuítas,  nascia o Apostolado da Oração, pequena semente lançada em solo fecundo, esta semente que comparada às sementes do Evangelho de Jesus Cristo desenvolveu-se, e hoje é uma árvore bracejando luz e benemerências espirituais por todo o mundo.

O Apostolado da Oração que nasceu e prossegue missionário, existe no mundo inteiro; é igreja orante, comunidade a serviço, gesto de partilha, de ofertório e doação.

Apóstolos na igreja evangelizando e testemunhando na fé, na esperança e no amor. O Espírito Santo nos dá os dons com suas diversidades e Cristo os transforma em vocação. Nossa vocação é rezar, zelar pelas almas afastadas de Deus, zelar pela casa do Pai. “E quão amável ó Senhor, é a vossa casa!” (Sl. 84,2). O Apostolado da Oração reza pelos que não querem rezar; por aqueles que não gostam de rezar; pelos que estão a serviço da igreja e muitas vezes não tem tempo para rezar ou são vencidos pelo cansaço e pelo desânimo, pela igreja missionária e pela igreja família, pelos indiferentes que pensam: a oração nada vale, rezamos por toda humanidade, pois bem nos lembra o Mestre: “Sem mim nada podeis fazer”(Jo 15,5) e Santa Tereza D’Avila nos fala: “Quando é o coração que reza, Deus sempre nos atende”. Por isso o Apostolado da Oração todos os dias une suas orações de coração para coração no mundo inteiro.

Do Coração do zelador ao coração de Jesus e de Maria, na adoração e na meditação, na contemplação e Horas Santas deixadas por Santa Margarida Maria para a Companhia de Jesus e dos Padres Jesuítas confiadas ao Apostolado da Oração, vamos nós levando avante o compromisso de propagar a Divina Misericórdia do Coração de Jesus, ofertando nossas vidas em favor da humanidade.

A vida interna da igreja é a alma de todo o Apostolado e a “oração” o alimento de cada dia por toda nossa vida. Por isso deve crescer as fileiras do “MEJ” (Movimento Eucarístico Jovem), a ala jovem do Apostolado da Oração sendo sinal de Cristo na Igreja, na família e na sociedade, jovens e crianças semeando e Cristo fazendo crescer (1 cor. 3,7).

Igreja de Jesus será sempre lugar de humilde e democrática escola de oração, não por que rezamos melhor, mas porque o Coração de Jesus é o Mestre de todas as lições para todos os seus filhos. O nosso Deus tem coração e se nos apresenta na segunda pessoa da Trindade. Queremos difundi-lo e partilhá-lo generosamente, somos peregrinos da fé em busca da paz e concórdia, da justiça e da verdade entre os homens, queremos ser no nosso dia-a-dia testemunha da Esperança e da Misericórdia; da Paixão e da Ressurreição. No Vaticano, em 1984, nosso querido Papa João Paulo II nos faz uma inesquecível revelação: _”O Apostolado da Oração é o mais precioso tesouro do coração de Cristo e do coração do Papa”. Ao Santo Padre nossa profunda gratidão.

Agradecemos à Deus por esta vocação que também é missão, a oração nos reconcilia e nos faz chegar mais perto do Reino de Deus, reino de justiça e de amor, de graças e benemerências que humildemente faremos parte pelo amor e pelos sacramentos da igreja que nasceram do Coração de Cristo.

“É a oração profunda que nos confere a certeza de que vale a pena colocar-se a serviço, trabalhando pela Igreja, pelas almas e pelo reino sob as bênçãos do Pai”.

“Sagrado Coração de Jesus,
Nós temos confiança em vós!!!”

Compartilhe: