Pascom Responde #12: Como é feita a retirada das relíquias dos Santos

A paroquiana Gabriela pergunta:

Gostaria de saber como é feita a retirada das relíquias dos Santos para doar às igrejas que as pedem.

Essa é uma curiosidade de muitos também têm Gabriela. Por isso perguntamos ao nosso pároco, Pe. Ubirajara, como é o processo para o envio de relíquias. Veja a resposta:

PASCOM: Padre, quem cuida destas questões envolvendo as relíquias dos santos?

Padre: Cada Santo ou Beato tem uma instituição que cuida de tudo a seu respeito. Pode ser, por exemplo, uma diocese, ordem religiosa, etc. Estas instituições divulgam a vida do Santo ou a causa de sua canonização e também são responsáveis pelas relíquias.

PASCOM: e como é feita a retirada?

Padre: Existem 3 categorias de relíquias: Ex corporis, do corpo; Ex ossibus, dos ossos; e Ex vestis, das vestes. Existem ainda relíquias de segunda categoria, são as de panos tocados no corpo do Santo. Geralmente são pedaços minúsculos.

PASCOM: alguma parte do corpo é conservada para a retirada das relíquias?

Padre: Não… nunca. A pessoa é sepultada normalmente. A relíquia é do que restou. Muitos santos tem o corpo incorruptível.

PASCOM: toda vez o Santo é desenterrado então? 

Padre: Neste caso as relíquias raramente serão de seu corpo… talvez cabelos. Normalmente roupa. E parte obrigatória do processo de canonização, o servo de Deus é retirado do sepulcro para uma série de avaliações. A igreja é muito rigorosa!

Agradecemos à Gabriela pela pergunta e ao nosso pároco pela resposta que tirou nossas dúvidas sobre a relíquia dos Santos.

Quer fazer uma pergunta também? Acesse a página PASCOM RESPONDE e mande pra nós! http://www.lourdesalpha.com.br/pascom-responde/


Compartilhe: