Matrimônio

O sacramento do Matrimônio significa a união de Cristo com a Igreja. Confere aos esposos a graça de se amarem com o amor com que Cristo amou a sua Igreja; a graça do sacramento aperfeiçoa assim o amor humano dos esposos, dá firmeza à sua unidade indissolúvel e santifica-os no caminho da vida eterna.

Uma vez que o Matrimônio estabelece os cônjuges num estado público de vida na Igreja, é conveniente que a sua celebração seja pública, integrada numa celebração litúrgica, perante o sacerdote (ou testemunha qualificada da Igreja), as testemunhas e a assembléia dos fiéis. A unidade, a indissolubilidade e a abertura à fecundidade são essenciais ao Matrimônio.

A poligamia é incompatível com a unidade do Matrimônio; o divórcio separa o que Deus uniu; a recusa da fecundidade desvia a vida conjugal do seu dom mais excelente. O novo casamento dos divorciados, em vida do cônjuge legítimo, é contrário ao desígnio e à Lei de Deus ensinada por Cristo. Eles não ficam separados da Igreja, mas não têm acesso à comunhão eucarística. Viverão a sua vida cristã, sobretudo educando os filhos na fé.


1- O matrimônio é, para nós da Igreja Católica Apostólica Romana, um Sacramento. Como tal é indissolúvel, pois é união estabelecida por Deus, que nada pode separar. Neste sentido, um casal só pode querer este Sacramento de livre e espontânea vontade, por amor verdadeiro e no desejo de constituir uma família cristã aberta para o dom de futuros  filhos. Sem estas disposições ninguém deve se apresentar para pedir o casamento religioso.

2- A celebração do casamento é um ato de fé e não uma festa social. Como ato de fé deve ser praticado em espírito de oração e recolhimento. O Padre não celebra em sítios, Buffet ou em residências. Em um casamento religioso a pompa e o luxo só desvirtuam o que está sendo celebrado. Quanto maior a simplicidade, maior a beleza da celebração.

3- Documentação necessária:

– Certidão de batismo atualizada para casamento: validade seis meses de atualização (se batizado); pelo menos uma das partes precisa ser batizada na Igreja Católica.
– Comprovante de catequese de noivos;
– Comprovante de endereço (conta telefone) – Cópia
– Original e cópia do RG;
– Menores de 18 anos deverão conversar com o Pároco juntamente com os pais.
PS: Ao agendar o casamento exige-se 50% do valor da taxa.
Para maiores informações ligue: (011) 4193-6911 / 4191-1742
Obs.: O prazo de entrega desta documentação é de 90 dias no máximo e no mínimo 60 dias.

4- Transferência: O processo deverá ser preenchido na paróquia onde reside um dos noivos, e entregue nesta Secretaria até 60 dias antes do casamento.

5- Taxa de casamento:

a) Nenhum sacramento é pago. As taxas dizem respeito aos gastos que a Paróquia tem com a papelada, funcionários e manutenção do edifício.
b) Os valores são aqueles fornecidos na Secretaria Paroquial.
c) Inclui-se na taxa a decoração – flores no presbitério, mas não a decoração da igreja para o casamento , que deve ser contratado à parte se os noivos desejarem
d) Em caso de desistência não será Restituído o que já foi acertado.

6– Instruções sobre a cerimônia:

O Ensaio será na Quarta-feira que antecede o casamento às 19h30min na Igreja onde for o casamento.
Convidar Pais, Padrinhos, Crianças e todos que possam vir para ensaiar e receberem as devidas orientações.

7– Dia do Casamento:

O noivo deve  trazer  a  certidão do casamento   civil  ou  a  habilitação  matrimonial,  estando na  Igreja juntamente com os padrinhos 30 minutos antes     do   horário  da  cerimônia.  A noiva  com a  pessoa  que a conduzirá  ao  altar  deverá  chegar 10  minutos  antes  do   horário    estabelecido    e    aguardar    para   receber   as orientações.     Solicita-se  o  devido   respeito  dentro  da   Igreja e durante a Celebração.

8- Padrinhos:

Ao escolher os padrinhos do casamento religioso, tenha bom senso, não escolhendo pessoas que possam causar-lhes constrangimentos em um dia tão especial. Por isto, os padrinhos deverão ser pessoas católicas, casadas na Igreja ou solteiras acima de 21 anos.

PS: Constrangimento? Exemplo: padrinhos bêbados, padrinhos “engraçadinhos” que ficam com brincadeiras no presbitério, padrinhos mal-educados, com pressa, que não gostam de Igreja, etc.

PS: É permitido no máximo 4 casais de padrinhos para o noivo e 4 para a noiva, na Matriz.
Na Gruta no máximo 3 casais de padrinhos para o noivo e 3 para a noiva.

Caso este número ultrapasse, os cumprimentos não poderão ser no presbitério.

9- Estacionamento:

Na Gruta pedimos que só entre o carro com a noiva. Avise para todos os convidados que coloquem os carros nas proximidades da Igreja. Na matriz possuímos estacionamento para até 50 carros.

10- Fotos, Vídeo e Taxas:

A-  A taxa do casamento, já inclui o uso da energia elétrica  para fotos e filmagens, bem como, o som  executado durante  a cerimônia.
B- Ficam por conta de cada casal os serviços de fotos e filmagens. Os fotógrafos e cinegrafistas devem comparecer no horário marcado, de roupa social. Devem ser instruídos para serem discretos  nos  movimentos  e sobre o silêncio  que devem fazer durante a celebração.
C- As músicas devem ser combinadas com a “Equipe” da Paróquia. Só serão admitidas músicas orquestradas.  Músicas cantadas só com  canções religiosas, aprovadas pela Igreja.
A Equipe de música ou músicos devem saber destas normas.
Ps: Normalmente são cinco músicas: (1)  entrada do noivo e padrinhos, (2) entrada da noiva, (3)entrada das alianças, se houver; e na benção das mesmas; (4) na Assinatura da Ata, (5)Nos cumprimento e saída do casal.

11- Músicas:

Trata-se de uma cerimonia religiosa em uma igreja, portanto, não faz nenhum sentido músicas que não sejam religiosas (Sacras).
Guarde as músicas românticas preferidas para a festa.
Não adianta pedir ou insistir: fica proibida a execução de músicas que não sejam sacras, sob pena de pecado grave de perjúrio, aos que mentirem combinando algo diferente com os músicos.

12- Decoradores e floriculturas: fica por conta dos noivos decoradores e floriculturas.

a) A decoração da Igreja respeita as normas litúrgicas e não a moda social. Sendo assim, a decoração obedece ao padrão de sobriedade e discrição próprias do culto católico romano.
b) Cada casal tem a mesma e única decoração para aquele dia. Isso deve ser combinados entre as noivas e informamos que a Paróquia não tem responsabilidade alguma sobre a mesma e pedimos que seja respeitada o paragrafo (a).
c) É proibido levar qualquer arranjo floral de dentro da Igreja após a cerimônia. Os arranjos poderão ser remanejados para as missas do Domingo ou retirados ao final pelos decoradores.
d) É proibido jogar pétalas de rosa, arroz, ou qualquer outro tipo de material dentro e fora da Igreja.
e) A Paroquia não se responsabiliza por nenhum dano sofrido pela decoração que deve ser acertado entre os noivos e a empresa de decoração.

13-  Dama e Pajem

a) Pede-se que não sejam crianças muito pequenas, pois estas caem, choram, se atrapalham, destoando todo o clima e causando desconforto para os próprios noivos, melhor que sejam crianças acima de 04 anos.
b) Se as alianças não entrarem na hora da benção, ou antes da noiva, devem vir no bolso do noivo.

14– Roupas:

a) Todos devem lembrar que o casamento religioso é realizado em uma  Igreja e para este ambiente se exige roupas que se mantenham dentro do decoro, comportada para a ocasião.
b) Roupa da noiva; vestido: cor branca e seus matizes. Cuidado ao subir os  degraus do presbitério; para isto, a frente do vestido deve ser fácil de levantar para não atrapalhar os passos.

15– Assinatura da Ata: feita no presbitério diante do celebrante.

16– Cumprimentos:

a) Os noivos  se colocam em frente ao presbitério;
b) Cumprimentam primeiro os pais da noiva, depois os pais do noivo;
c) Os padrinhos de cada lado, alternando cumprimentam os noivos. Saem após os cumprimentos.

17– Celebrante:

a) Normalmente é o Pároco quem celebra, mas existe a possibilidade de outro padre ou um Diácono, devidamente aprovado pelo Bispo Diocesano celebrarem no dia.
b) Para que outro padre, convidado pelos noivos,  celebre o matrimônio,  é preciso a autorização do Pároco.  A Paróquia não se responsabiliza pela falta do Padre convidado.

18- Horários:

a) Todo casamento dura aproximadamente 35minutos, desde a entrada do noivo até a saída de todos. “O atraso do início da cerimônia, por culpa dos noivos, de seus contratados, padrinhos ou pais acarretarão na redução dos 35 minutos estabelecidos”.

Pároco Pe. Ubirajara Vieira de Melo

Legitimação

Gruta: Sexta-feira às 10h00

 

 

Compartilhe: